Para que serve o Xarelto?

TEMPO DE LEITURA: 2 MINUTOS

As doenças cardiovasculares são um problema sério no Brasil. Quando falamos em problemas como trombose nas veias e embolia pulmonar, é fundamental saber para que serve Xarelto. O medicamento, aliado à uma rotina saudável, pode ajudar o paciente a evitar a formação de coágulos.

A dosagem do remédio, porém, altera completamente o objetivo da medicação, podendo servir também para a prevenção de derrames, por exemplo. O Xarelto é, portanto, um remédio importante em diversas situações e, por isso, é importante saber mais sobre as propriedades desse medicamento.

Que tal, então, tirar as suas dúvidas sobre o assunto? Continue a leitura deste artigo e entenda para que serve Xarelto, como pode ser tomado, suas indicações, contraindicações e, é claro, a importância do acompanhamento médico. Confira!

O que é e para que serve Xarelto?

De acordo com informações da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), 300 mil pessoas morrem no país por conta de doenças cardiovasculares. Números que poderiam ser ainda maiores, se não fosse a utilização de medicamentos como Xarelto — em conjunto com hábitos e rotinas mais saudáveis.

Mas, então, para que serve Xarelto? O principal ativo deste medicamento é a rivaroxabana, um conjunto de medicamentos chamados de agentes antitrombóticos. Ou seja, ele impede a coagulação do sangue nos vasos sanguíneos. A dosagem, porém, altera completamente o propósito do remédio.

Comprimido de 10mg

Recomendado, geralmente, para o pós-cirúrgico de uma intervenção na articulação do joelho ou do quadril, o comprimido de 10mg tem como objetivo prevenir a coagulação do sangue após a operação. Assim, reduzem-se os riscos de alguma complicação cardiovascular, como o tromboembolismo venoso.

Comprimido de 15mg e 20mg

Já a dosagem mais elevada é a utilizada para combater a formação de coágulos em outros vasos sanguíneos — efeito conhecido como embolia sistêmica — e na prevenção de derrame (AVC) em pacientes adultos com complicações cardiovasculares. Esses comprimidos são indicados, por exemplo, para quem sofre de arritmia do coração, pressão alta e, até mesmo, nos casos de diabetes.

Qual a forma de uso e as contraindicações do Xarelto?

Os dois tipos de comprimido são ingeridos de forma oral, mas a dosagem de 10mg pode ser tomada com ou sem alimentos, mas o Xarelto 15mg ou 20mg deve ser ingerido, obrigatoriamente, com alimentos. Apesar disso, todas as opções podem ser trituradas e misturadas na água ou em alimentos pastosos.

O Xarelto não deve ser utilizado em caso de gravidez ou na fase de amamentação. Para quem está com sangramentos — intracraniano ou gastrintestinal, por exemplo —, o remédio também não é indicado. Além disso, é importante ficar atento aos componentes do medicamento para saber se você tem ou não alguma alergia.

As duas versões de dosagem podem gerar efeitos colaterais, como dores abdominais, náusea, vômito, tontura e dores de cabeça.

Qual a importância de contar com acompanhamento médico?

Apesar dos benefícios do Xarelto, é essencial que o tratamento com essa substância seja realizado com acompanhamento médico. Afinal, a coagulação do sangue é um assunto sério e, se não for acompanhada de perto, pode gerar problemas ainda mais graves para o paciente.

Portanto, siga as recomendações médicas e, caso passe a utilizar o medicamento, o acompanhamento constante das condições do seu corpo é fundamental, a fim de evitar problemas mais complexos.

FazfarmaNet

A FazfarmaNet segue as determinações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Somente o médico está apto a diagnosticar qualquer problema de saúde e prescrever o tratamento adequado Farmacêutico Responsável: Dr. Jonas de Oliveira | CRF/SP - 9384 | CEVS: 354880701-477-000057-1-1 | Autorização MS: 1.37.624-1