Cetoconazol: como usar pomada, comprimido e shampoo?

TEMPO DE LEITURA: 8 MINUTOS

Naturalmente, o corpo humano é habitado por microrganismos que auxiliam no bom funcionamento do organismo.

Porém, apesar de viverem harmoniosamente, quando há uma proliferação exagerada desses seres ou até mesmo a entrada de organismos que não fazem parte da microbiota humana, alguns problemas podem se manifestar.

É o caso de doenças causadas por fungos, como micoses, frieiras, infecções respiratórias e cutâneas.

Para o tratamento dessas condições existem alguns medicamentos e, entre eles, o Cetoconazol.

Continue lendo e conheça mais sobre o fármaco!

O que é Cetoconazol?

Cetoconazol é uma substância antifúngica, utilizada como princípio ativo de medicamentos. Ele faz parte do grupo de antifúngicos imidazólicos, ou seja, de derivados sintéticos do Imidazol (composto orgânico).

É empregado no tratamento de infecções e doenças, como micoses, problemas pulmonares e dermatite seborreica no couro cabeludo, causadas por fungos.

Sua administração pode ser de ação sistêmica ou tópica, ou seja, por meio de comprimidos ou shampoo e creme dermatológico.  A aplicação pode variar de acordo com o quadro clínico do(a) paciente.

Além disso, em sua versão spray, é utilizada no tratamento de infecções fúngicas em cães e gatos.

Vale ressaltar que o Cetoconazol é um medicamento com risco de hepatotoxicidade grave, ou seja, pode causar sérios danos ao fígado.

Dessa forma, o medicamento deve ser empregado apenas quando os potenciais benefícios forem considerados maiores que os potenciais riscos.

Para que o Cetoconazol é indicado?

O medicamento Cetoconazol é indicado para o tratamento de patologias causadas por fungos como o Tinea cruris, que causa infecções na pele na região dos órgãos genitais, e o Blastomyces dermatitidis, que provoca uma infecção pulmonar. É também empregue no no combate a infecções fúngicas em cães e gatos.

A indicação específica de uso varia de acordo com a apresentação. Em geral, a medicação pode ser usada para:

Comprimido 

A versão em comprimido do Cetoconazol serve para combater infecções por fungos na pele, tecidos e outros órgãos internos que podem ser afetados.

Esse tipo de apresentação é utilizada geralmente quando outros tratamentos não são tolerados ou eficazes.

De acordo com a bula, algumas patologias tratadas com o comprimido são:

  • Blastomicose — infecção pulmonar que pode atingir a corrente sanguínea e pele;
  • Coccidioidomicose — infecção respiratória que pode se disseminar para outros órgãos;
  • Histoplasmose — doença infecciosa que acomete os pulmões e pode se espalhar por todo o corpo;
  • Cromomicose — micose profunda que atinge a pele e tecido subcutâneo;
  • Paracoccidioidomicose — micose progressiva que afeta a pele, mucosas e órgãos internos. 

Vale ressaltar que o Cetoconazol comprimido não é indicado para casos de meningite fúngica — inflamação das membranas que revestem o cérebro e a medula espinhal —, já que ele tem um baixo potencial de penetração no líquido do cérebro e meninges.

Creme ou pomada

A versão em creme ou pomada, ou seja, de uso tópico, é geralmente recomendada para o tratamento de problemas, causados por fungos ou leveduras, que atingem a pele, como frieiras.

Segundo indicação da bula, essa apresentação é utilizada para:

  • Micoses de pele — infecções fúngicas que atingem a pele, unhas e cabelos;
  • Frieira (pé de atleta) — infecção causada pelo fungo Tricophyton, que provoca bolhas, rachaduras e descamação nos pés e entre os dedos, causando coceira intensa;
  • Pano branco — infecção causada pelo fungo Malassezia furfur, que provoca manchas descoloridas na pele;
  • Candidíase cutânea — infecção da pele e mucosas causada por fungo do gênero Candida.

Shampoo

O Cetoconazol em forma de shampoo é indicado para o tratamento de infecções do couro cabeludo em adultos, causadas por fungos ou leveduras. 

De forma geral, é empregado no combate à dermatite seborreica, também chamada de seborreia.

Esse problema consiste em uma inflamação crônica da pele que causa manchas vermelhas e que descamam, resultando em sinais como a caspa.

Spray

O Cetoconazol em spray é de uso animal, indicado para o tratamento de infecções fúngicas em cães e gatos.

Ele pode ser utilizado em filhotes, adultos ou idosos e, em geral, é administrado no combate a patologias que acometem os pelos, unhas, peles e mucosas.

A aplicação deve ser feita de 1 a 2 vezes por dia, durante um período de 40 a 45 dias ou até que haja a eliminação completa do fungo.

Para que serve Cetoconazol + Dipropionato de betametasona?

O medicamento Cetoconazol em associação com o Dipropionato de Betametasona serve para o tratamento de dermatoses em geral, em fase úmida, que foram afetadas ou apresentam potencial infecção por fungos ou leveduras.

A união das substâncias promove um produto que atua como anti-inflamatório e antimicótico.

Em geral, eles servem para:

  • Dermatite de contato — erupção cutânea causada pelo contato com alguma substância que cause alergia;
  • Dermatite atópica — inflamação cutânea com coceira;
  • Dermatite seborreica — inflamação na pele que causa manchas avermelhadas e descamação;
  • Intertrigo — irritação em zona úmidas e quentes da pele;
  • Disidrose — aparecimento de bolhas na palma das mãos e sola dos pés que podem estar preenchidas por líquido e provocam coceira intensa;
  • Neurodermatite — alteração na textura da pele por conta do ato de coçar ou esfregar a região;
  • Eczemas — inflamação da pele que causa inchaço, coceira e vermelhidão;
  • Dermatoses inflamatórias.

Cetoconazol apresenta ação antimicótica e de inibição do crescimento de fungos e leveduras.

Já o Dipropionato de betametasona atua como anti-inflamatório, antipruriginoso (anti-coceira) e vasoconstritor (promove a contração dos vasos sanguíneos), sendo eficaz no tratamento de dermatoses sensíveis a corticoides (remédios sintéticos com efeitos similares ao hormônio natural cortisol e aldosterona).

Qual a ação do Cetoconazol?

Assim que começa a fazer efeito, o Cetoconazol pode ter dois mecanismos de ação:

  • Fungistática — paralisa o crescimento dos fungos;
  • Fungicida — destrói os fungos.

Em geral, ao entrar em contato com o agente infeccioso, o medicamento inibe a síntese de ergosterol do fungo, uma substância que compõe sua membrana celular.

Dessa forma, ele altera a composição dos elementos lipídicos da parede celular do fungo, causando sua destruição.  

O Cetoconazol também atua no alívio da coceira e descamação que geralmente ocorrem em algumas das infecções. 

Miligramagem: quais as opções disponíveis?

As miligramagens são as concentrações disponíveis de um medicamento. Os valores geralmente variam de acordo com a apresentação.

Em geral, as concentrações de Cetoconazol disponíveis são:

  • Comprimido: 200mg;
  • Creme/pomada: 20mg/g;
  • Shampoo: 20mg/mL.

Isso significa que, a cada comprimido, g ou mL de produto, há uma quantidade em mg de Cetoconazol.

Como usar a pomada Cetoconazol?

A versão em pomada ou creme do medicamento Cetoconazol é de uso tópico, ou seja, administrado diretamente na pele. De acordo com a bula, é recomendado que ele seja aplicado 1 vez ao dia no local afetado. Em geral, existem alguns passos para administração, como fazer a limpeza da derme antes de utilizar o produto. 

De maneira específica, eles são:

  1. Desrosqueie a tampa do creme;
  2. Com a pele higienizada, passe o creme delicadamente na pele com a ponta do dedo. Aplique na área infectada e ao redor dela;
  3. Lave as mãos após a administração do creme.

Posologia: como usar Cetoconazol comprimido e shampoo?

A posologia e modo de administração do Cetoconazol pode variar de acordo com a apresentação recomendada.

Vale ressaltar que apesar das informações aqui apresentadas, a forma de aplicação pode variar de acordo com a patologia tratada e quadro clínico do(a) paciente.

Dessa forma, é essencial seguir as orientações da sua equipe médica. 

Em geral, o modo de uso é:

Comprimido

De acordo com a bula, o Cetoconazol em forma de comprimido deve ser ingerido por via oral, durante uma das refeições diárias.

Caso o(a) paciente esteja paralelamente utilizando medicamentos que reduzem a acidez do estômago, é indicado tomar o comprimido com uma bebida ácida, como refrigerante de cola.

A posologia é de:

  • Adultos: 1 comprimido de 200mg, 1 vez ao dia;
  • Crianças com peso superior a 30kg: 1 comprimido de 200mg, 1 vez ao dia;
  • Crianças com peso entre 15 e 30kg: metade de 1 comprimido (100mg), 1 vez ao dia.

Para adultos e crianças com peso <30kg, caso o(a) médico responsável julgue necessário, a dose pode ser aumentada para 2 comprimidos (totalizando 400mg), 1 vez ao dia.

Em geral, o período de tratamento pode variar entre 2 a 4 semanas. Caso haja infecção sistêmica, o tratamento pode ser de 6 meses ou até a cura da infecção.

Shampoo

No caso da apresentação em shampoo, para o tratamento da dermatite seborreica, é indicado lavar o couro cabeludo com shampoos à base de Cetoconazol numa frequência de:

  • 2 vezes por semana, por um período de 2 a 4 semanas.

Para prevenir o reaparecimento do problema, a bula indica a aplicação: 1 vez a cada semana ou 1 vez a cada 2 semanas, de acordo com orientação médica.

Quanto tempo demora para fazer efeito o Cetoconazol?

O tempo para o início do aparecimento dos efeitos do medicamento Cetoconazol pode variar de acordo com a patologia tratada e forma de administração escolhida: comprimido, creme/pomada ou shampoo. Em geral, as versões em comprimido e shampoo apresentam a melhora dos sintomas de forma mais rápida. Especificamente:

  • Creme/pomada: resultados significativos começam a aparecer, em geral, após 4 semanas de uso;
  • Shampoo: após 1 semana de uso do produto, geralmente é possível notar os primeiros resultados.

Já o tempo de absorção máxima, ou seja, o tempo que o medicamento leva para ser absorvido totalmente pelo organismo, da versão em comprimido é de 1 a 2 horas após ingestão.

Apesar disso, vale ressaltar que não necessariamente os sintomas irão desaparecer logo após o início da ação.

O tempo para a eliminação por completo da patologia pode variar de acordo com o quadro clínico e resposta do organismo.

Além disso, vale ressaltar que mesmo que os sintomas sumam rapidamente, é essencial não interromper o tratamento. Dessa forma, é necessário continuar o uso de acordo a com orientação médica.

Quais os efeitos colaterais de Cetoconazol?

Assim como outros medicamentos, o Cetoconazol pode provocar efeitos colaterais em algumas pessoas. 

Porém, vale ressaltar que cada organismo reage de forma diferente ao medicamento e, dessa forma, não necessariamente todas as pessoas sofrerão os efeitos adversos.

As principais reações, de acordo com cada apresentação, são:

  • Dor abdominal;
  • Flatulência;
  • Diarreia;
  • Constipação;
  • Náusea;
  • Vômito;
  • Função hepática anormal;
  • Dor de cabeça;
  • Calafrios;
  • Fadiga;
  • Sonolência;
  • Mal estar;
  • Febre;
  • Tontura;
  • Epistaxe — sangramento nasal; 
  • Mialgia — dor muscular;
  • Hiperlipidemia — aumento de gordura no sangue;
  • Boca seca;
  • Insônia;
  • Nervosismo;
  • Erupção cutânea;
  • Distúrbio menstrual;
  • Ginecomastia — crescimento das mamas nos homens;
  • Descoloração da língua;
  • Intolerância ao álcool;
  • Anorexia;
  • Dispepsia — dificuldade de digestão;
  • Disgeusia — distorção ou diminuição do paladar;
  • Diminuição no número de plaquetas;
  • Aumento do apetite;
  • Hepatite — inflamação do fígado;
  • Icterícia — coloração amarelada da pele;
  • Alopecia — queda de cabelo;
  • Dermatite;
  • Eritema — vermelhidão;
  • Edema periférico — inchaço dos pés e tornozelos;
  • Urticária;
  • Fogacho — ondas de calor;
  • Fotofobia — sensibilidade à luz;
  • Astenia — fraqueza muscular;
  • Xeroderma — alta susceptibilidade a câncer de pele e extrema sensibilidade à luz;
  • Hipotensão ortostática — redução excessiva da pressão arterial quando na posição vertical.

Já as reações muito raras (ocorrem em menos de 0,01% dos(as) pacientes), mas que podem ocorrer são:

  • Trombocitopenia — número reduzido de plaquetas no sangue;
  • Choque anafilático — reação alérgica grave;
  • Edema angioneurótico — inchaço da pele;
  • Insuficiência adrenocortical — distúrbio das glândulas adrenais;
  • Cirrose — lesão no fígado;
  • Fotossensibilidade;
  • Artralgia — dor nas articulações;
  • Falência hepática;
  • Aumento da pressão intracraniana;
  • Disfunção erétil.

Creme ou pomada

Na versão em creme ou pomada, os efeitos colaterais comuns (ocorre entre 1 e 10% dos(as) pacientes) são:

  • Prurido no local de aplicação — coceira;
  • Sensação de queimação na pele;
  • Eritema no local de aplicação — vermelhidão.

Já as reações raras (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes), mas que podem ocorrer são:

  • Erupção bolhosa (erupção na pele com formação de bolhas);
  • Dermatite de contato;
  • Erupção cutânea;
  • Esfoliação da pele
  • Pele pegajosa;
  • Reações no local de aplicação — sangramento, desconforto, secura, inflamação, irritação;
  • Parestesia — sensações anormais na pele. 

Shampoo

De maneira geral, as reações adversas com o uso da versão em shampoo são incomuns, ocorrendo entre 0,1 e 1% dos(as) pacientes que fazem a aplicação. Mas, caso aconteça, podem incluir:

  • Alteração do paladar;
  • Foliculite;
  • Queda de cabelos;
  • Alteração na textura dos cabelos;
  • Irritação ocular;
  • Lacrimejamento;
  • Acne;
  • Dermatite de contato;
  • Ressecamento da pele;
  • Descamação;
  • Exantema — erupção na pele;
  • Sensação de queimadura na pele;
  • Irritação no local de aplicação;
  • Eritema — vermelhidão na pele;
  • Hipersensibilidade — alergia;
  • Prurido — coceira;
  • Pústula no local da aplicação — elevações com pus na pele.

Fungos são microrganismos que podem ser nocivos para os seres humanos. 

Para o caso de infecções causadas por eles, existem medicamentos como o Cetoconazol, que atua no combate a micoses e problemas em órgãos internos. 

FazfarmaNet

A FazfarmaNet segue as determinações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Somente o médico está apto a diagnosticar qualquer problema de saúde e prescrever o tratamento adequado Farmacêutico Responsável: Dr. Jonas de Oliveira | CRF/SP - 9384 | CEVS: 354880701-477-000057-1-1 | Autorização MS: 1.37.624-1